6 problemas mais comuns em reformas e como evitá-los

1
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

5Reformar a casa ou apartamento traz novo ânimo para os ambientes. É um momento de expectativa para a renovação dos espaços, mas também exige tempo e investimento. Este clima gostoso pode se transformar em uma grande dor de cabeça se a reforma for executada sem planejamento e sem acompanhamento de um arquiteto. É preciso paciência e serenidade para lidar com os imprevistos e terminar a obra o mais rápido possível. Conheça os seis problemas mais comuns em reformas e como evitá-los.

Falta de Projeto

O projeto não é uma mera formalidade em uma reforma. Ele é fundamental para planejar e orçar a obra, evitando que os próximos problemas aconteçam. O projeto é um guia para todas as mudanças que serão realizadas, desde demolições, que envolvem estudos estruturais do imóvel, até a decoração, que impacta nos projetos elétrico e hidráulico.

É nesta fase que serão montados um cronograma e um orçamento da obra, com todos os detalhes e quantidades detalhados.

Focar somente na aparência

Pensar na decoração, móveis e revestimentos é a parte mais divertida da reforma. Mas focar apenas na aparência e esquecer aquilo que se esconde atrás das paredes pode atrasar a obra e estourar o orçamento – alguns dos problemas mais comuns em reformas.

Bons projetos hidráulico e elétrico são realizados de acordo com as normas de segurança e dimensões necessárias para o imóvel.

Cálculo de quantidades

Errar a quantidade de materiais pode gerar dois tipos de problemas mais comuns em reformas: o excesso de materiais ou a falta deles. O primeiro provoca o desperdício de investimento, que poderia ser aplicado em outro setor da obra. Além disso, acumula materiais que terão que ser descartados eventualmente. Já a falta de materiais pode impactar o projeto de forma mais profunda, uma vez que podem existir diferenças sutís entre os lotes dos produtos, e o banheiro pode acabar revestido com azulejos de tons diferentes, por exemplo.

Materiais Inadequados

Materiais de má qualidade ou com o tratamento inadequado para o seu uso podem criar a necessidade de uma nova reforma em um curto espaço de tempo. Desde revestimentos de madeira, sem o tratamento necessário, em áreas sujeitas a receber água; até mesmo pisos escorregadios em ambientes externos e ligações elétricas mal instaladas, que podem comprometer a segurança.

No projeto executado pelo arquiteto é possível prever e orçar todas as necessidades dos materiais usados na obra, evitando esses problemas mais comuns em reformas.

Dimensão dos cômodos

Em reformas nas quais estão previstas demolições, é fundamental planejar a decoração de interiores para evitar problemas quando a obra ficar pronta. É comum que as expectativas dos moradores não sejam correspondidas quando o projeto não é executado corretamente. Podem existir problemas para acomodar móveis e objetos, circulação de pessoas pelos ambientes, até mesmo frustração com a obra e os investimentos feitos.

Negligenciar a iluminação

A iluminação pode ser a grande estrela do lugar, mas quando negligenciada empobrece a decoração. A falta ou excesso de iluminação são ambos problemas para a decoração de interiores. Assim como o uso de luzes brancas em locais que pedem luzes quentes, ou fontes de luz que produzem calor acima da cabeça das pessoas. O arquiteto planejará a iluminação no projeto de reforma de forma a destacar e criar ambientes harmoniosos.

Iniciar a reforma de uma casa ou apartamento requer bastante planejamento para evitar imprevistos, demoras e gastos extras. A contratação de um arquiteto é imprescindível para uma reforma rápida e dentro do orçamento, evitando problemas mais comuns em reformas. Trabalhando juntos, em pouco tempo é possível realizar esse sonho.

Já fez uma reforma e enfrentou uma das situações acima? Conte sua história nos comentários.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×